• R. Marquês Amorim, 356-B, Boa Vista - Recife/PE

  • (81) 3797.9797 / (81) 3129.8991

  • (81) 9.8135-1563

  • educacao@interneduca.com.br

Países que mais investem em educação no mundo

Vocês sabem quais são os países que mais investem em educação no mundo? Se o Brasil se inspirar neles, teremos grande prosperidade!

No Brasil, a educação é um direito garantido a todos os cidadãos. Entretanto, a realidade é diferente do que está escrito e previsto na Constituição Federal. Ao todo, são mais de dois milhões de crianças e jovens fora da escola. Isso é apenas um retrato do estudo divulgado pela Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD), que aponta o ranking dos países que mais investem em educação no mundo.

Entre os países que lideram o ranking estão Finlândia, Japão, Suécia, Coréia do Sul e Polônia entre os cinco primeiros colocados que mais investem e direcionam parte do seu Produto Interno Bruto (PIB) para educação. O Brasil aparece em boa posição. O problema é que, apesar de investir um alto valor na educação, o montante, por aluno, acaba sendo pequeno por conta da população do país.

Enquanto isso, em 2012, o governo brasileiro investiu na educação básica o valor de 4,7% do PIB. No investimento por aluno, o Brasil acaba ficando apenas na 35º colocação. Em média, a aplicação por aluno da rede pública de ensino chega à casa dos três mil dólares por ano. Já os países que estão na parte de cima do ranking têm conseguem investir o valor médio por aluno de 8.200 a 9.800 dólares anuais, em todo o período escolar.

Diferentemente dos países que estão acima do Brasil no ranking, apesar do alto investimento em educação, a distribuição e os gastos públicos não são feitos de forma eficiente para que se consiga alcançar e garantir minimamente uma boa educação ao povo brasileiro.

4 Países que mais investem em educação no mundo

Japão

No Japão, o calendário escolar é bem diferente e apresenta outros aspectos dos que estamos acostumados aqui no Brasil. Lá, o ínicio das aulas é no 1º dia de abril. Além disso, algumas escolas privadas e até mesmo públicas adotam aulas aos sábados, para que os alunos possam ter acesso e conhecimento em mais assuntos além dos retratados durante a semana regular.

Finlândia

O país tem o seu sistema de educação reconhecido mundialmente por ser o mais eficiente e qualificado desde a pré-escola até o ensino superior. A Finlândia investe cerca de 50% do seu PIB em um sistema de ensino que oferece em escolas públicas além do ensino básico, serviços médicos, dentários e alimentação.

México

Atrás do Brasil no ranking mundial de educação, o México tem um sistema educacional bem parecido com o brasileiro. Mesmo com o alto investimento em educação, a sua distribuição não consegue alcançar todas as regiões do país.

Apesar disso, os alunos mexicanos têm se destacado em competições internacionais graças ao incentivo do governo e das instituições de ensino que projetam uma melhora no ranking para os próximos quatro anos.

Estados Unidos

Apesar de figurar como a maior economia do mundo, os Estados Unidos ocupam apenas a 19º posição no ranking mundial dos países em educação. Com cerca de 70 milhões de dólares que podem ser investidos em programas educacionais, o governo americano sofre para equilibrar na balança os problemas sociais que existem na estrutura educacional do país.

O que acontece são problemas de desigualdade nas escolas, oferta baixa de vagas para os estudantes carentes e, além disso, o alto grau de exigência das universidades na admissão dos seus alunos tem dificultado uma melhor posição para o país no ranking.

Fonte: http://canaldoensino.com.br/blog/paises-que-mais-investem-em-educacao-no-mundo

Agenda de Cursos